Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Chique a Valer

Chique a Valer

Saudade

Saudade. Saudade é um sentimento do diabo. Saudade é um sentimento corrosivo. Saudade é uma coisa que eu não desejo nem ao meu pior inimigo. Que tipo de coisa pode ser pior que saudade ? Podemos ter saudade de tanta coisa, de tanta gente ou de tantos momentos. A saudade tira-te a liberdade, tira-te o sorriso, tira-te o sono, tira-te o chão e ainda te deixa mais pequenino e frágil que uma pequenina ervilha bebé. A saudade dá arrepios de frio e marés de calor de África do sul. Faz-te deitar uma lágrima ou esboçar o sorriso mais sincero. Temos saudades do que gostamos, saudades do que amamos, ou saudades do que/de quem nos faz ou fez realmente feliz. A saudade enche os pulmões de ar, e cria suspiros longos e sinceros. Suspiros recheados de sentimento, a tal saudade de que falo. A saudade faz estremecer o nosso coração, faz o sangue correr a uma velocidade louca e faz o nosso cérebro revirar e não saber qual realmente o lado bom da vida. A saudade faz-nos duvidar de nós, do mundo inteiro e de toda a razão para viver. A saudade é intangível, mas é respirável... e tão insuportável de se respirar. Dá soluços, soluços de um choro inconsolável. A saudade tem uma coisa boa, reviver na memória bons momentos, mas a seguir traz-te de volta à realidade como se de uma faca nas costas se tratasse quando te apercebes que apenas são recordações sem possibilidade alguma de repetição. Dizem que tudo o que vai, volta. Será mesmo assim?! Não parto dessa opinião! Mas gostava que me fizessem acreditar nisso. Posso pedir isso para este natal? Por favor. Seria realmente uma prenda chique a valer.

1 comentário

Comentar post