Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Chique a Valer

Chique a Valer

Meu PUORTO

Conheço-te há 21 anos, foste a melhor coisa que conheci... As tuas ruas eram mais desertas e menos limpas, mas não deixavam de ser as tuas maravilhosas ruas com as maravilhosas pessoas que formas-te e com as lojas antigas de tecidos nas galerias. A minha avó fazia questão de me levar lá de dia, a minha mãe gostava de me levar mais lá de noite para jantar ao fim de semana. Morria de medo confesso, as ruas eram pouco iluminadas e muitas cheiravam a lixo mas é como te digo, eram e sempre foram as tuas ruas maravilhosas que sobem que nem malucos, mas que descê-las até dá gosto. Ruas essas que tiram o folgo mas que todos as querem subir, descobrir e aventurarem-se em cada paralelo na calçada em cada rua manhosa que dará com certeza ao sítio pretendido... e se não der ? Se não der o tripeiro ajuda, dá as orientações certas e com o sorriso na cara como se a amizade fosse de 20 anos. Tenho tanto orgulho em ser tua, sempre disse a amigos mas vou-te confessar uma coisa, se ganhasse o Euromilhões podia construir uma casa no Bali, em Nova York, e muitos outros sítios fantásticos, mas eu não te largava. Escolheria a casa com a melhor vista sobre o Douro, e sempre que sentisse saudades, saudades do meu ninho, saudades das pessoas que já partiram, saudades do teu cheiro a boa disposição, saudades da tua pronuncia que tanto orgulho tenho, saudades da tua capacidade de te transformares e ergueres em melhor destino europeu e saudades de toda a minha infância e adolescência feliz, era a ti que ia visitar. Transmites-me a calma de um oceano, a felicidade incontrolável, e sem dúvida que um dia se tiver que sair daqui, sentirei uma saudade sem fim. TODO O BOM FILHO À CASA VOLTA, meu Porto seguro és tão Chique a Valer.

2017-06-12.png