Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Chique a Valer

Chique a Valer

Saudade

Saudade. Saudade é um sentimento do diabo. Saudade é um sentimento corrosivo. Saudade é uma coisa que eu não desejo nem ao meu pior inimigo. Que tipo de coisa pode ser pior que saudade ? Podemos ter saudade de tanta coisa, de tanta gente ou de tantos momentos. A saudade tira-te a liberdade, tira-te o sorriso, tira-te o sono, tira-te o chão e ainda te deixa mais pequenino e frágil que uma pequenina ervilha bebé. A saudade dá arrepios de frio e marés de calor de África do sul. Faz-te deitar uma lágrima ou esboçar o sorriso mais sincero. Temos saudades do que gostamos, saudades do que amamos, ou saudades do que/de quem nos faz ou fez realmente feliz. A saudade enche os pulmões de ar, e cria suspiros longos e sinceros. Suspiros recheados de sentimento, a tal saudade de que falo. A saudade faz estremecer o nosso coração, faz o sangue correr a uma velocidade louca e faz o nosso cérebro revirar e não saber qual realmente o lado bom da vida. A saudade faz-nos duvidar de nós, do mundo inteiro e de toda a razão para viver. A saudade é intangível, mas é respirável... e tão insuportável de se respirar. Dá soluços, soluços de um choro inconsolável. A saudade tem uma coisa boa, reviver na memória bons momentos, mas a seguir traz-te de volta à realidade como se de uma faca nas costas se tratasse quando te apercebes que apenas são recordações sem possibilidade alguma de repetição. Dizem que tudo o que vai, volta. Será mesmo assim?! Não parto dessa opinião! Mas gostava que me fizessem acreditar nisso. Posso pedir isso para este natal? Por favor. Seria realmente uma prenda chique a valer.

Meu PUORTO

Conheço-te há 21 anos, foste a melhor coisa que conheci... As tuas ruas eram mais desertas e menos limpas, mas não deixavam de ser as tuas maravilhosas ruas com as maravilhosas pessoas que formas-te e com as lojas antigas de tecidos nas galerias. A minha avó fazia questão de me levar lá de dia, a minha mãe gostava de me levar mais lá de noite para jantar ao fim de semana. Morria de medo confesso, as ruas eram pouco iluminadas e muitas cheiravam a lixo mas é como te digo, eram e sempre foram as tuas ruas maravilhosas que sobem que nem malucos, mas que descê-las até dá gosto. Ruas essas que tiram o folgo mas que todos as querem subir, descobrir e aventurarem-se em cada paralelo na calçada em cada rua manhosa que dará com certeza ao sítio pretendido... e se não der ? Se não der o tripeiro ajuda, dá as orientações certas e com o sorriso na cara como se a amizade fosse de 20 anos. Tenho tanto orgulho em ser tua, sempre disse a amigos mas vou-te confessar uma coisa, se ganhasse o Euromilhões podia construir uma casa no Bali, em Nova York, e muitos outros sítios fantásticos, mas eu não te largava. Escolheria a casa com a melhor vista sobre o Douro, e sempre que sentisse saudades, saudades do meu ninho, saudades das pessoas que já partiram, saudades do teu cheiro a boa disposição, saudades da tua pronuncia que tanto orgulho tenho, saudades da tua capacidade de te transformares e ergueres em melhor destino europeu e saudades de toda a minha infância e adolescência feliz, era a ti que ia visitar. Transmites-me a calma de um oceano, a felicidade incontrolável, e sem dúvida que um dia se tiver que sair daqui, sentirei uma saudade sem fim. TODO O BOM FILHO À CASA VOLTA, meu Porto seguro és tão Chique a Valer.

2017-06-12.png

 

 

1000 motivos

Hoje pensei em ti, aliás penso em ti todos os dias... Tenho tanta coisa para te perguntar, e pergunto-me todos os dias se somos parecidas. Pensas em mim? Lembras-te de mim? Já me procuras-te? Actualmente tens filhos sem ser eu? Mudei de nome, talvez não me encontres! Descobri o teu e sei de onde és, falta-me a coragem de ir até aí... Moras em Chaves eu sei... Sei também que te chamas Maria Áurea, agora já não me chamo Ana Vanessa Santos Sousa mas sim Ana Gouveia Rodrigues, prazer! Estou bem e tu como estás? Tens uma vida estável gostei de saber, ou talvez não. Tenho 1000 motivos para te odiar mas outros 1001 motivos para te amar, és minha mãe, isso não te diz nada? A mim diz-me tanto mas tanto, acho que não entendes mas pronto tudo bem. Eu sou do Porto, tenho uns pais que me amam e amigos fantásticos. Escusado será dizer que os meus pais não és tu nem o pai mas sim duas pessoas fantásticas que me quiseram mais que tu, também não deve ser difícil... Fui encontrada numa cave cheia de ratos e terra onde chorava e me davam vinho para dormir, foi lá que me deixas-te? Já pensei no dia em for a tua casa, já pensei se vou sozinha ou acompanhada e já pensei em 30 formas de te abordar, trabalhei num call center uns meses, um dia calhou-me ligar para a Chaves, rezei para aparecer o teu nome no ecrã, mas também não saberia o te dizer embora queira dizer tanto. Queria contar-te como a vida foi minha amiga, e me tirou daquela cave, ao contrário de ti eu estou feliz, és uma folha em branco no meu livro. Não conseguiria ser feliz no teu lugar por isso cálculo que não o sejas! Ando na faculdade já viste? A vida dá mesmo voltas, mas a curiosidade de te conhecer não mudou, não sei se diga que te odeio ou te amo, graças a ti fizeste feliz duas pessoas que queriam ter um filho, e que duas pessoas incríveis são. Não sei se queres ser encontrada ou não, mas sou tua filha e se leres isto por algum motivo, sim eu estou viva, e graças a ti tenho a garra de uma mulher chique a valer.

A vida é isto?

Penso eu, desde pequena pelos meus 4 anos, "A vida é isto?".

Mas e então quando for adulta passarei os dias a trabalhar e só verei os meus filhos ao acordar e depois do trabalho, ao jantar e num pequeno serão antes de dormir a ver televisão e a conversar?!

"Mãe Pai, quero estar mais tempo com vocês, não vão trabalhar hoje pf"-dizia eu.

Mas para que porra nasci então ? Pensei que tiraria proveito da minha família muito mais tempo e na minha inocência, pensava que todo o tempo que tinha, seria claro um pouco para fazer algo por nós mesmos mas a outra metade seria para amar e viver livremente, fazer algo que nos libertasse e nos fizesse sentir vivos. Com os anos percebi que estava muito enganada, a vida era uma monotonia, um círculo vicioso onde apenas haveria algumas adversidades e o tempo para a família e amigos era cada vez menor com o passar dos anos.

Durante uns anos, lá está, por ter tanto por que lutar, esqueci-me desta questão. Andava demasiado ocupada com a vida. Hoje a minha mente ressuscitou de novo esta questão, "A vida é isto?".

Nascer, viver a trabalhar para alcançar algo e depois de alcançado, vem o cansaço de uma vida de cão, a trabalhar para sermos alguém, ou os nossos filhos virem a ser alguém. Para quando esse objectivo tiver sido cumprido, a vida nos diga adeus e foi pouco o tempo que aproveitamos com as pessoas que nos são mais queridas, foi pouco o tempo em que cometemos loucuras, se calhar até foi pouco o tempo para ensinar-mos ao mundo as nossas aprendizagens na vida. Mas foi este o tempo que nos deram.

Peço a Deus, que pelo menos a quem já cá não está, tenha dado tempo suficiente para viver uma vida feliz porque a felicidade é sem duvida criada por nós, no meio de tão pouco que nos resta e quem a consegue alcançar é sem duvida chique a valer.

Universidade e turismo à vista

Oh meu Deus que semana complicada. Comecei uma das fases mais importantes de sempre, a vida universitária. Tem sido de loucos conhecer todos os professores, tentar decorar meia dúzia de caras de funcionários, estudar e ainda ter tempo para a aquilo que nos liberta um bocadinho do stress das aulas, a praxe.

Turismo para mim faz parte de um presente e um futuro, adoro viajar. Já viajei por sítios incríveis como Cabo Verde, Jamaica, Londres, Paris, Tunísia, Cuba entre outros sítios fantásticos.

A relação interpessoal na minha opinião está a quebrar-se um pouco por todo o mundo com o avanço e uso de tecnologias quase 24h por dia e o turismo contraria precisamente isso. Turismo tornou-se a minha primeira opção porque gosto de dar a conhecer aos outros e acho que toda a gente devia ter o direito de conhecer de perto outras culturas, religiões, gastronomias e também porque turismo tem ainda muitas vertentes por explorar. Tenho adorado esta nova vida, mais puxada sem dúvida, cheia de compromissos e responsabilidade pela frente. Mas o que seria a vida sem um pouco desta adrenalina?

Na praxe tenho aprendido que o impossível deixa de o ser quando se está em grupo, praxe é aprender. Aprender em sair do nosso local de conforto e aprendermos a desenrascar-nos e a inventar, ser criativo quando nos pedem por exemplo em 2 minutos uma maçã dourada.

Aprendi a criar teorias absurdas como "as omeletas de queijo influenciam a reprodução das formigas", mas tudo isto implica criatividade, pôr toda a vergonha de lado e ter atitude. 

Praxe implica respeito. Sem respeito não seria possível fazer uma praxe fantástica como aquela que estou a viver. Todos somos humanos e a nossa dignidade tem que estar acima de tudo. Na praxe sou a Fanny, deram-me este nome de praxe e tenho vivido momentos memoráveis e chiques a valer.

Homens por aí

Tanta diversidade de homem por aí.
Uns mais crianças que bebés, outros mais palermas do que normais, outros mais normais que a normalidade e outros mais sisudos que um poste... Sejam normais por favor, nem oito nem oitenta porque para bipolar já basta a mulher. Não queiram ser o que nós somos porque diferença de sexo é maravilhoso e vocês são muito bons mas nós somos fantásticas! (risos)

Não sejam demasiado sérios, ser sisudo 24h por dia não é elegante, muito menos atraente. A vida é para ser vivida com a medida certa, felicidade nos momentos propensos, tristeza quando a vida assim o exige e criança quando a necessidade de reviver e viver momentos únicos for incontrolável.

Uma mulher adora um homem amável. No mínimo, a mulher por cada tristeza necessita de 10 elogios (está cientificamente provado), por isso elogiem o dia todo para termos sempre a alegria de viver que todos os homens gostam, sem dramas, sem lágrimas por tudo e por nada. Somos mulheres e gostamos de nos sentir bonitas e amadas. O futebol é giro acredito, ver homens suados, a correr de um lado para o outro, relva pelos ares mas a vossa companheira/o é sem dúvida muito melhor e merece mais atenção. Um dia vão perceber que ter uma mulher do vosso lado que vos dê atenção e tenha do mesmo modo alguém que lhe transmita segurança, alegria, compaixão é o mais gratificante do mundo e sem dúvida muito chique a valer.

 

 

 

Verão Moschino

  • Downloads.jpgSapatos Moschino (142€) / Prof
  • Calças de ganga Kim boyfriend com rotos (89,90€) / Salsa
  • Blusa decote halter (29,95€) / Zara

     

    O look perfeito para o teu Verão.

    Não deixes que nada te escape com um outfit bastante simples mas que com certeza faz toda a diferença, com o padrão maravilhoso destes sapatos. As calças de ganga boyfriend, dão um aspecto descontraído e leve para as festas da tua estação de ano preferida. Calças de ganga no armário nunca são demais, basta conjugar com as peças certas. Este top preto salienta os ombros de maneira a tornar-te mais elegante e feminina.
    Tudo isto para te sentires chique a valer.

     

Mentes barulhentas

Pessoas tímidas, não guardem para vocês mesmas as vossas opiniões, intrigas, tristezas ou palavrões.
Vá lá, sejam barulhentas porque se não o forem as vossas mentes serão. Que piada tem guardar tudo? Eu quero saber o vosso parecer, o mundo quer saber embora pensem que ninguém quer saber...Falem, sussurrem, gritem mas por favor digam alguma coisa!

Sou fala barato desde que me conheço, óbvio que uns dias mais que outros mas oponho-me e grito se for preciso, porque faz bem libertarmos-nos dos nossos pensamentos para não ficarem entalados e sermos mentalmente livres. Vamos fazer barulho muito barulho com as nossas opiniões, vamos conversar, conversas eternas, conversas agradáveis, desabafar, chorar se assim tiver que ser e sorrir. Sorrir muito.
Vamos ser felizes e ter uma mente livre e dizer tudo o que pensamos, afinal de contas só assim seremos felizes e chiques a valer.

Tamboril à chef Ana

Dose para 4 pessoas

  • 1/2 Cebola, 3 dentes de alhoArroz_de_Tamboril_Pescanova.jpg
  • 3 Colheres de sopa de azeite
  • 1 Porção de tamboril congelado aos cubos
  • 1,5 Copo de arroz
  • 1/2 Pimento vermelho
  • Pipi-piri q.b, sal q.b, salsa q.b
  • 2 copos de vinho branco, 1 copo de cerveja
  • 3 colheres de polpa de tomate
  • 1 tomate médio maduro
  • 1 colher de sobremesa de vinagre de cidra

 

Um dos meu pratos favoritos, o famoso arroz de tamboril.
Começo por fazer o estrugido com cebola aos cubos pequeninos, alho e azeite. Quando a cebola e o alho estiverem transparentes juntar a polpa e o tomate aos pedaços com casca, em lume brando para o tomate se desfazer lentamente sem deixar que a cebola e o alho queimem.

Após o tomate estar desfeito, juntar o vinho, a cerveja, o pipi-piri e deixar ferver 10 minutos em lume brando com o testo. Passados esses 10 minutos, juntar o arroz, 3 copos de água e o sal, tapando com o testo. Deixando cozer o arroz 7 minutos  junta-se o tamboril congelado e o vinagre de cidra.
Deixar mais 7 minutos tapado e, após todo este procedimento juntar o pimento laminado durante 3 minutos para retirar a textura crua do pimento e dar um leve sabor, sem arriscar por o arroz apenas a saber a pimento.
Para finalizar, só falta empratar e voilá, deixamos os nossos amigos com água na boca com a nossa mão para a cozinha chique a valer.

 

Em dolorosos cacos

Num dia completamente normal decidi partir o meu Iphone 6...Estava eu descansadinha da vida a sair do táxi e caiu-me uma moeda de 1€ do troco e eu a apanhá-la, POOOM cai mesmo de ecrã para baixo num passeio de paralelos. Oh meu deus pensei eu quando o vi em dolorosos cacos, que mal fiz eu ao mundo? Vai este mês para a garantia, terei de pagar mas terei um novo.

Já aconteceu à maioria de nós, partir o ecrã de um telemóvel ou tablet e digam lá se não dá uma dor tão grande no peito como se criasse um vazio enorme dentro do vosso coração. Por momentos achei, sou tão sovina ai, por 1€...

Por isso, aconselho a quem tem um iphone que tenha uma inteligência que eu, burra que nem uma porta não tive, comprem uma película de vidro e uma boa capa grossa e fofa para bem dos vossos bebés mais preciosos. Para quem tem uma vida social activa, um namorado que está sempre a mandar piropos por mensagem ou amigas solteironas que vos ligam constantemente a fazer-vos rir com as suas histórias de novas conquistas de 1 semana, um telemóvel é tão essencial como tomar banho todos os dias ou vestir roupa interior limpa. Hoje em dia existem coisas tão engraçadas para os nossos telemóveis como capas, fones coloridos, canetas, ecrãs com padrões à volta, teclados coloridos, mas que mulher como fashionista que é pode resistir ?

É triste, como nestes tempos somos tão dependentes dos nossos queridos telemóveis mas os anos vão avançando e temos de nos adaptar e ser sempre chiques a valer.

Saudades de um minuto

Olhem só para mim aqui cheia de saudades de alguém que saiu há um minuto da minha beira...Grrr, mas que raio de coração tenho eu para ter saudades de um minuto?! Alô alô, alguém quer trocar de coração com o meu? Bastante pequenino devido ao meu tamanho, derrete-se facilmente,  meigo demais, salta-lhe a tampa com facilidade em situações que lhe alteram as palpitações, por vezes bipolar e adora por-me a vomitar de amor para dar.
Nunca me obedece, disse-lhe para não ter saudades porque o tempo passa a correr, ele riu-se e ignorou! Será que podes por um tempinho que seja lembrar-te que sou tua dona, és meu órgão e embora tenhas grande poder sobre mim não podes aproveitar-te disso 24h por dia. Sou uma apaixonada, tenho sorte por o ser mas não concordo sem dúvida com quem diz "amar não traz sofrimento", mentira. Amar tem sobretudo sofrimento, não estou a falar dos maiores motivos de divórcio, como a triste traição ou violência doméstica, falo de preocupação. Dos sentimentos que mais domina a vida, sou uma preocupada por natureza, será que está bem, será que se magoou no treino, será que já jantou... preocupações de mulheres exageradas, sei que está tudo bem e blábláblá. O amor faz-me sentir estúpida, é mesmo isso. Romantismo e carinho a toda a hora e minuto, finjo que não gosto e nada de lamechices para não enjoar de tanto mel mas vá lá, toda a mulher adora ser amada e amar. Amar tem coisas ridículas, como darmos a torrada do meio a quem amamos, darmos o fim de chocolate do Cornetto, darmos o último pedacinho de hambúrguer que comemos à volta para  ficar para o fim a melhor parte e para quê? Para abdicarmos do melhor para dar a quem amamos. Seremos nós burras ou comemos palha às colheres? Bom, pelos vistos amar tem um pouco de ridículo, estupidez, sofrimento, burrice, mas o que seria uma mulher sem amor? Amor tem muito que se lhe diga. Mulheres apaixonadas são chiques a valer.

Olhar de lince

image.jpg

Adoro o meu rímel. Cada vez que pestanejo sinto-me como a Khloe Kardashian...Pestanas gigantes são o essencial para nos sentirmos mulheres, atraentes e com olhar matador que não se priva de nada. O olhar para mim é um factor essencial que me leva ou não a confiar numa pessoa, numa primeira impressão. Tanto nuns olhos claros como nuns olhos escuros, o rímel realça a beleza e a profundidade do vosso olhar levando-vos à conquista de outrem. Nunca dispensem um bom rímel nas vossas pestanas. Mais vale gastar um pouco mais mas termos umas pestanas saudáveis e longas. Recomendo sem duvida o meu rímel da Yves Saint Laurent-Baby Doll (31,60€) da Perfumes e Companhia, que põe as vossas pestanas com o mesmo efeito que umas pestanas postiças! Um olhar delineado para que todos os dias se sintam chiques a valer.

Flores cá por casa

Adoro ligar uma televisão e admirar a quantidade de flores naturais que as casas das novelas têm espalhadas por todos os cantos e mais alguns. Mas porquê que isso não acontece cá por casa? Porque tenho três cães e tenho três canteiros.Sim, porque no pátio gigante que tenho, decidiram fazê-lo todo em cimento. Agora torna-se impossível plantar flores e fazer bonitos jarros cá para casa, porque os meu queridos cães são escavadores a tempo inteiro. Dizem vocês: "Existem floristas". Ok, eu sei disso mas também sei que as flores não têm uma média de vida igual à nossa (infelizmente).

Fica lindo flores naturais num centro de mesa mas gastaria mais dinheiro em flores do que em comida por mês cá para casa. Porquê que as fores são tão caras? As floristas, em principio gostam de flores mas também são invejosas ao ponto de as quererem só para elas. Senão baixariam os preços para poderem partilhar connosco a beleza e tranquilidade que estes seres emitem.

Nestes tempos de crise, poupar já é difícil...Então poupar para casos de emergência e ainda poupar para ter uma casa recheada de bonitas flores naturais, está fora de questão. Que se lixem as floristas invejosas, porque com flores artificiais sempre vamos dando o jeitinho para até na decoração sermos sempre chiques a valer.

Calças Culotte

7791073811_2_2_1.jpg

 Na minha opinião das recentes modas mais elegantes de sempre, existem diversas formas, cores e de diferentes tecidos com ou sem padrões. A maioria são de cinta subida e ficam pouco a baixo do joelho... na zona da barriga ficam justas e alargam regularmente.Dançam com o andar, fazendo com que se sintam a desfilar numa passerelle. Na ZARA podem encontrar vários géneros e escolher o que combina melhor com o vosso guarda roupa ou com a vossa personalidade.

Podem usar em ocasiões mais sérias e sentir que têm o mundo aos pés, porque sem dúvida são do mais confortável, elegante e formal que tenho visto. Calças dignas de uma mulher chique a valer.

Longe do corte

Tanta variedade de cabelos que anda por aí, adoro ver pessoas com originalidade e gostava de ser mais original.

Cada face merece um corte de cabelo exato. Quando olho para uma cara, vejo logo o corte perfeito, a cor perfeita e tudo que liga lindamente com essa personalidade. Detesto cortar o cabelo, mas adoro tê-lo brilhante, loiro como o sol... mas também detesto a tesoura! Maldita tesoura e maldita cabeleireira que me deram este trauma...Quero ter a coragem de dar um grande corte no cabelo e fazer uma grande mudança. Toda a gente de vez em quando precisa de uma grande mudança para dar uma nova coragem, uma nova vida. Sim, porque acredito que tanto para nós mulheres como para vocês homens um grande corte signifique "uma nova vida". Estarei enganada? Sempre fui baixinha. Se corto o cabelo curto, automaticamente ganho volume porque tenho o cabelo aos caracóis, mas e depois? Vou parecer um caniche... Infelizmente não posso fazer um corte radical, senão faria-o cheia de coragem e peito feito! Já me passou pela cabeça uma ideia louca como pintá-lo de rosa ou rapá-lo e usar perucas conforme o humor do dia ou a roupa... mas e se me arrependesse ? Secalhar sou covarde e aprecio a coragem de quem o faz, e por isso adoro a originalidade das cristas, das repas a meia testa, dos desenhos no couro cabeludo. Amo sem dúvida a maneira que as pessoas arranjam de, a seu jeitom, serem chiques a valer.

O terror dos pés

Seja verão seja inverno, não há quem me tire as meias! Detesto pés confesso... (então os meus nem os posso ver). Detesto a maneira como se mexem os seus cinco dedos de tamanhos nunca por mim entendidos e detesto sobretudo o mindinho, quase sempre ele sem unha...mas que raio deu a quem nos fez, para nos por uns pés? Este mundo está perdido. Depois inventam umas solas com tiras que sem mais nem menos nos violam o meio dos dedos, umas sandálias em que o pé escorrega para a frente e os dedos saem todos para fora quase a embarrar no chão como se fossem cobras a sair da toca! Ai... bem ditas sejam as sapatilhas ou sabrinas fechadas que escondem os pés para que ninguém os veja uff.
Admiro quem os mostra e quem os partilha nas redes sociais. Quem me dera a mim como mulher que sou, mostrar os meus pés, com a vaidade com que a maior parte das mulheres o faz, mas infelizmente lamento. Não tenho essa força vinda do além... sim, porque essa força deve vir mesmo bem lá do fundo do além para se expor assim ao mundo dessa forma! Tenho botas, sapatilhas, paez e sabrinas lindas de morrer, todas a condizer com roupa que tenho. Porque apesar de detestar pés, uma grande mulher arranja sempre maneira (mesmo sem mostrar os malditos pés) de ser chique a valer.

 

Salada maravilha

Toda a mulher adora uma boa refeição completa cheinha de calorias e hidratos. Comer quase até ao ponto de ter que desapertar o botão das calças, mas mais tarde (talvez algumas 5 min. depois como é o meu caso) se lamentarem por terem comido tanto e por nunca mais despertarem interesse absolutamente nenhum a ninguém... Já alguma vez pensaram no quão aborrecido deve ser para as pessoas mais próximas terem de nos ouvir a lamentar por irmos engordar, quando na verdade olham para nós e estamos na perfeição? Será que só nós é que não vemos isso?! Caramba, vamos lá ser racionais. Comida é dos maiores prazeres que a vida nos tem para oferecer e auto-estima é das coisas que a vida mais gosta de nos massacrar. Então vamos fazer com que a vida nos dê comida e auto-estima em harmonia e tudo juntinho para sorrirmos e não aborrecermos o dia de quem só nos quer ver sorrir.Vamos comer para a frente, não exagerando na quantidade de porcarias nem na quantidade de comida. Vamos cumprimentar uma salada maravilha de vez em quando e um sumo detox para manter a linha e sobretudo ter brio ao vermo-nos ao espelho! Nós somos chique a valer!